Make your own free website on Tripod.com
Homepage

Homepage

Cidade

Cultura

Culinária

Contactos

Links

História

Olinda, antiga capital de PernambucoPequena colónia de pescadores fundada em 1537, numa localização privilegiada, a Cidade chamou a atenção de colonizadores portugueses que fundaram um porto no local. Olinda era a Capital da Capitania de Pernambuco e passou a escoar toda a produção de açúcar através deste porto.

A evolução da exportação acelerou as actividades portuárias e desenvolveu a povoação, então chamada Povoação dos Arrecifes, ou Ribeira Marinha dos Arrecifes. Esta prosperidade provocou a invasão holandesa. Estes incendiaram Olinda, fazendo com que um grande fluxo migratório chegasse a Recife. A Cidade iniciava uma nova fase.

Maurício de NassauForam feitos aterros e em 1637, Maurício de Nassau, holandês na qualidade de Governador-Geral, deu início a um plano de urbanização para a construção da chamada Cidade Maurícia. Construiu-se palácios, pontes, escolas, estradas, o primeiro Jardim Botânico do País e até um observatório astronómico.

Mesmo com o fim do domínio holandês, em 1654, a Cidade continuou a se desenvolver e passou à categoria de Vila em 1710, contrariando os senhores-de-engenho da reconstruída Olinda, gerando uma série de revoltas dos nativos como a Guerra dos Mascates.

Em 1711, instala-se a alfândega e em 1823 é elevada a Cidade e, quatro anos depois, a Capital da Província. Olinda reage através de várias insurreições, destacando-se a Confederação do Equador (1824) e a Revolução Praieira (1848).

No fim do século XIX Recife era um empório comercial. Inicia-se, então, a implantação de indústrias. O desenvolvimento da Capital deu origem a fluxos migratórios causando altas taxas de desemprego e subemprego e à construção de moradias em mangues e elevações, formando os mocambos com precárias condições de vida.

© Copyright ©
Graça Cavalcanti - 2006